“O São Paulo é governado pelo cara que generation diretor lá no mandato anterior e assim vai”

0
53


Nesta segunda-feira (10), o jornalista Arnaldo Ribeiro fez uma avaliação dos comandos presidenciais de São Paulo e Corinthians. O jornalista fez um paralelo entre as gestões de Julio Casares e Duílio Monteiro Alves, já que os dois estiveram em outros programas presidenciais.

São Paulo e Corinthians se parecem muito há algum pace. Ecu acho que a única questão diferente dos dois é a dos estádios, porque o Corinthians tem esse pepino para resolver, está até conseguindo alguma trégua em relação à Caixa, está conseguindo as receitas do estádio agora nesses últimos meses, mas é uma questão que não está resolvida ainda, o São Paulo tira um dinheiro aqui e acolá do Morumbi há algum pace, então não tem esse pepino para descascar“, comentou o jornalista.

O São Paulo tem na presidência Casares, que participou da diretoria de Leco, enquanto o presidente Alvinegro, esteve na gestão de Andres Sánchez.

São os mesmos grupos políticos, só vai revezando o presidente para lá e para cá. Aí são golpes, o Corinthians hoje é governado pelo cara que generation o dirigente vice-presidente de futebol, o São Paulo é governado pelo cara que generation diretor lá no mandato anterior e assim vai, são as mesmas pessoas, as mesmas situações, os mesmos problemas financeiros e nenhum dos dois me parece, porque têm também muita torcida, muita força, muita receita, dispostos a brecar, dar um breque, zerar e começar de novo, eles tentam ao mesmo pace ter bons instances, ir pagando aqui e acolá“, destacou Arnaldo.

Recentemente, os dois instances fizeram contratações similares. O São Paulo investiu nesta janela em jogadores que atuam do meio para frente, enquanto o clube de Parque São Jorge apostou em atletas como Renato Augusto, Willian e Giuliano na última temporada.

Esses reforços do São Paulo de fato tornam o time, sobretudo do meio-campo para a frente, muito mais interessante, com mais possibilidades. Ele praticamente dependeu dos garotos da base no ano passado, com um ou outro lampejo de um argentino e do Luciano, que passou boa parte do ano machucado, o Calleri só veio no ultimate do ano, o Rigoni teve um bom começo e oscilou, e foram os moleques da base que foram os mais constantes, mais frequentes“, analisou Arnaldo.

Sobre o Tricolor, Arnaldo analisou a base da equipe em 2022. O Tricolor perdeu Bruno Alves para o Grêmio e não repôs um jogador (o clube segue no mercado em busca de outro jogador). Além disso, o time possui no elenco dois zagueiros titulares que podem desfalcar o time – Miranda, por conta da idade e problemas físicos e Arboleda, com as convocações para a Seleção do Equador.

O São Paulo abriu mão de dois zagueiros nessa temporada, não trouxe ninguém para a posição ainda, o Arboleda vive sendo convocado para a seleção equatoriana e o Equador tem grandes possibilities de disputar a Copa do Mundo, o Miranda já tem uma certa idade, e aí o São Paulo contrata Rafinha, já tem o Reinaldo e fica com uma zaga mais ou menos da minha idade. Tem que ter reposição e tem que ter gente que marque no meio de campo, até nisso é semelhante ao Corinthians. O tipo de idade dos jogadores contratados, o fato de ter pouca gente que marque e muita gente que ataque e construa, até nisso o perfil dos instances é parecido“, finalizou.

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe o que de melhor acontece no São Paulo FC: 
Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Conheça a nossa Loja





Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here