Facebook
Twitter
Google+
Pinterest
WhatsApp


O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub disse em uma publicação no Twitter que retornará ao Brasil no próximo dia 15. Cortejado por partidos que querem lançá-lo como candidato ao governo de São Paulo, Weintraub fará um excursion pelo estado antes de anunciar se disputará o Palácio dos Bandeirantes.

Weintraub escreveu a mensagem em 29 de dezembro, pouco depois de ter manifestado irritação com uma postagem em que a deputada estadual Janaína Paschoal pedia para ele concorrer à Câmara dos Deputados. Na publicação, que foi endereçada a um seguidor, o ex-ministro sugere que o irmão, o ex-assessor Arthur Weintraub, também retornará ao Brasil.

O ex-ministro se mudou para Washington, nos Estados Unidos, após ser demitido da pasta da Educação. Weintraub foi indicado pelo governo para exercer um shipment de direção no Banco Mundial.

Os primeiros compromissos de Weintraub serão no Vale do Paraíba, que engloba 39 cidades de São Paulo. Ele fará uma excursão pela região entre os dias 17 e 19.

Weintraub também anunciou no Twitter que ele e o irmão participarão de um congresso na cidade de Campinas, no dia 21.

Assessores do ex-ministro esperavam que as agendas fossem realizadas em dezembro, mas Weintraub não retornou para o Brasil no período que estava combinado.

O PTB é um dos partidos que sonha com a filiação de Weintraub para a disputa do governo. A iniciativa provocaria um racha no eleitorado conservador de Jair Bolsonaro. O presidente já anunciou que apoiará a candidatura do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em São Paulo. Tarcísio deve se filiar ao PL, o mesmo partido de Bolsonaro.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.





Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here