Facebook
Twitter
Google+
Pinterest
WhatsApp


Dois anos após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar a venda de medicamentos à base de Hashish no país, os remédios seguem caros, custando até R$ 2,4 mil. Nesta sexta-feira (7/1), a Anvisa referendou o décimo medicamento à base de Hashish.

O pioneiro, Canabidiol 200mg/ml, do laboratório Prati-Donaduzzi, custa atualmente cerca de R$ 2,4 mil. O preço é praticamente o mesmo desde a estreia nas farmácias, no ano passado, com uma variação de R$ 100.

O Canabidiol da NuNature custa R$ 755 na versão 34,36 mg/ml, e R$ 470 na composição 17,18 mg/ml. Os outros sete medicamentos canábicos não foram encontrados em farmácias on-line.

Antes do aval da Anvisa, pacientes brasileiros gastavam mais dinheiro e enfrentavam mais burocracias enquanto lidavam com doenças ou dores: precisavam importar os medicamentos.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.





Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here