Rio de Janeiro – O Réveillon da cidade do Rio terá dez balsas ancoradas perto da Praia de Copacabana, com 14 toneladas de explosivos voltados para efeitos pirotécnicos, que vão proporcionar uma queima de fogos por 16 minutos.

A estimativa foi confirmada na tarde desta quinta-feira (30/12) por técnicos da Prefeitura do Rio durante uma inspeção dos equipamentos em um estaleiro situado na Ilha do Governador, na zona norte carioca.

Entre os artefatos estão 23.900 bombas em tubos de fibra de vidro – boa parte delas fabricadas na Europa e na China.

As balsas, sem combustível para evitar o risco de explosões, serão levadas por rebocadores para a Praia de Copacabana a partir de 0h de sexta-feira (31/12).

A detonação dos fogos pode ser feita remotamente, por sinal GPS ou Wi-Fi. Uma trilha sonora durante a queima de fogos será transmitida por 25 torres de som espalhadas pela orla de Copacabana.

“A emoção este ano vai ser a mais emblemática com trilha sonora que vai do samba ao funk. Vamos ter muitas cores nos fogos. Nosso tema é o amor, a esperança, o reencontro”, mencionou a presidente da Riotur, Daniela Maia.

Segundo ela, a prefeitura mobilizará equipes nas ruas como se fosse um Réveillon nos moldes do período pré-pandemia. Ela descartou problemas com os fogos, apesar da previsão de chuva.

“Todo ano, surgem novas tecnologias para impedir a fumaça, fazer menos barulho. Chova ou faça sol, vai ter espetáculo “, afirmou Marcelo Kokote, responsável pelo display pirotécnico.

As balsas ficaram situadas a 500 metros da faixa de areia de Copacabana.



Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here