IML libera corpos de mãe e filha assassinadas a facadas no DF

0
118

[ad_1]

Os corpos de mãe e filha, encontradas nas proximidades do Córrego da Coruja, no Sol Nascente, foram liberados pelo Instituto Médico Felony (IML) nesta sexta-feira (24/12), véspera de Natal. Agora, a família de Shirlene Ferreira da Silva, 38 anos, e Tauane Rebeca da Silva, 14, podem organizar velório e funeral da mãe que estava grávida de quatro meses e da adolescente.

“Estou indo agora para o IML fazer o atestado de óbito e, em seguida, vou para a funerária”, contou Antônio Wagner Batista da Silva, 41, viúvo de Shirlene e pai  de Tauane. O corpo das duas estava no IML para constatar a causa da morte e descobrir evidências que pudessem levar ao assassino das duas.

Até agora, a única informação confirmada pela Polícia Civil do DF (PCDF) é que tanto Shirlene como Tauane foram vítima de facadas. A mãe sofreu perfurações no tórax; a filha, no pescoço. Shirlene Ferreira da Silva e Tauane foram encontradas na segunda-feira (20/12), após 11 dias de desaparecimento.

Os agentes trabalham com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), uma vez que a mochila com os pertences que as duas levavam para o córrego não foi encontrada. Os corpos de ambas estavam parcialmente enterrados e cobertos de mato.

Veja toda a cronologia do caso:

 

0

[ad_2]

Supply hyperlink

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here