Em tempos de instabilidade económica, é necessário encontrar alternativas para pagar as dívidas. Uma delas é a possibilidade de contrair empréstimos, utilizando a própria casa, que já está paga, como garantia a famosa hipoteca ou refinanciamento imobiliário. Como as coisas nem sempre correm de acordo com o planeado, existe o risco de o proprietário poder perder o seu emprego, por exemplo, e ter de renegociar a sua dívida.

Financie a sua hipoteca de casa sem preocupações

Uma das formas mais simples de pagar menos por cada pagamento mensal e refinanciar a sua hipoteca é prolongar o prazo da hipoteca. Quanto mais os pagamentos aumentarem, mais provável é que o montante mensal se torne mais baixo. Isto pode resultar num valor doméstico ligeiramente superior, mas é uma solução a curto prazo.

Reduzir as taxas de refinanciamento hipotecário

Outra opção é tentar baixar as taxas de juro. A Caixa Econômica Federal, o banco mais popular do Brasil para financiamento imobiliário residencial, estabelece políticas de redução das taxas de financiamento sob certas condições, permitindo a renegociação de contratos antigos assinados antes do anúncio da redução da taxa de juro.

Os incumprimentos podem arruinar o financiamento hipotecário

Em ambas as situações, a opção ideal é pagar sempre a tempo, em mais prestações ou a taxas de juro mais baixas. Normalmente, o banco analisa o estado da hipoteca da sua casa para ver se há algum delinquente, pagamentos em aberto ou atrasados. Se esta análise incutir confiança na instituição bancária, pode facilitar o refinanciamento da sua casa. Em tempos difíceis, é sempre correcto honrar o contrato.

Os bancos que refinanciam geralmente cobram taxas de juro mais baixas do que, por exemplo, empréstimos pessoais ou descobertos que não têm bens como garantia.

Além disso, é necessário conhecer as suas despesas e o dinheiro restante por mês, e saber em que situações se paga para ir para o refinanciamento.

Na Caixa Econômica Federal, recomenda-se que o cliente simule o refinanciamento de uma hipoteca de casa no site do banco na Internet para ter uma ideia dos valores de refinanciamento. Depois disso, o cliente deve apresentar-se à Caixa com a documentação necessária, pessoal e imobiliária.

Uma vez solicitado o serviço, será feita uma análise de crédito e o banco determinará o montante máximo que pode libertar para o empréstimo. Neste momento, o cliente descobre o montante que irá requerer e recebe o dinheiro na mesma conta bancária dentro de poucos dias.

Leia que documentos são necessários para refinanciar uma casa da Caixa
Para solicitar um empréstimo com o penhor da própria casa, o cliente deve apresentar os seguintes documentos: prova de identidade, CPF, prova de estado civil, prova de residência, prova de rendimentos e inscrição no registo predial. É também importante saber da instituição financeira o que é necessário para provar os rendimentos, seja um recibo de pagamento ou um extracto bancário, dependendo da ocupação da pessoa. Uma hipoteca de casa pode ser perigosa em caso de incumprimento.

Quando devo contrair uma hipoteca?

Tem de pensar cuidadosamente antes de hipotecar a sua casa para um empréstimo. Como mencionado, pode ser uma solução que salva vidas, mas também pode ser perigosa se não for planeada e controlada. Ter um foco e um objectivo específico em mente é a chave para fazer este negócio sem grande risco.

Uma boa razão ou tempo para hipotecar um imóvel é expandir um negócio ou investir num negócio com elevada probabilidade de lucro, tal como uma instalação de alojamento. Nestes casos, apenas pretende aumentar os seus rendimentos e ter a garantia de que obterá um retorno deste investimento sem correr o risco de perder a casa no futuro.

Uma hipoteca é também uma boa opção para aqueles que querem renovar uma casa. Desta forma, está a apreciar o valor do imóvel mas a pagar por um empréstimo que tem um prazo mais longo (até 30 anos) e melhores taxas de juro do que um cartão de crédito, descoberto ou empréstimo pessoal.

No caso de dívidas mais caras, tais como contas de cartão de crédito ou uma conta hospitalar repentina para alguém que tenha adoecido, por exemplo, esta é também uma boa altura para hipotecar a sua casa. Lembre-se, não é suficiente ter apenas uma propriedade que se possa penhorar como garantia. O banco fará uma análise de crédito e verificará se é elegível para fazer pagamentos de hipoteca e se o seu nome está em boa situação. É aqui que começam as negociações.

Quais são as vantagens de uma hipoteca?

A principal vantagem de uma hipoteca é obter um empréstimo elevado com um longo período de reembolso. Se a garantia for uma casa, o banco cobra normalmente menos juros sobre cada pagamento. Ainda assim, é importante investigar as diferentes instituições que oferecem o empréstimo e descobrir os detalhes do refinanciamento de uma hipoteca.

Compreender os riscos associados a uma hipoteca imobiliária

Como sempre afirmamos nas nossas dicas no site, o controlo financeiro é essencial. No caso de uma hipoteca imobiliária, se não conseguir fazer os reembolsos do financiamento fornecido pelo banco mesmo após a aprovação inicial do dinheiro ao abrigo da garantia imobiliária, poderá perder o imóvel. Os bancos normalmente permitem até quatro reembolsos em atraso, mas mesmo neste caso é necessário ter muito cuidado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here